Centenário de Hansen Bahia



O ano do centenário de Hansen Bahia, mestre da gravura, é 2015. Artista que adotou o nome do Estado baiano como seu nome artístico, pela gratidão por esta terra que lhe deu inspiração e o fez renascer, tornando-se um artista completo. Sua passagem em grandes centros, em Bienais e importantes mostras, já o tinha firmado como artista renomado. Mas foi aqui que ele se entregou por inteiro no trabalho com a matriz de madeira: "um artesão da arte", como ele gostava de se definir. .


A xilografia é mais que uma técnica na mão de quem a compreende. Na fibra da madeira, Hansen fez surgir as representações de todo um cotidiano. Com seu entalhe firme e seguro, a construção de um sentido gráfico o fez um homem realizado. E nas descobertas que fez aqui, Hansen ganhou o mundo com sua arte. Foram tempos de conquistas vividas por este grande homem que foi marinheiro, soldado, editor, professor...mestre.


Tempo que também lhe trouxe o seu grande amor, Ilse. Juntos "viveram a Bahia", e no total, foram 16 anos dos seus 63 de vida. Dois mil e quinze é um ano de comemoração para lembrar do gravador que passou por aqui e deixou um legado. Muita coisa foi gravada nas lembranças dos que o conheceram, dos que apreciam sua arte e serão gravadas nas novas gerações.


Prof.Ms. Evandro Sybine

Escola de Belas Artes da UFBA